Coreias vão organizar reunião entre famílias separadas pela guerra

Anúncio foi feito em reunião de cúpula em que foi anunciado compromisso pelo fim da guerra entre os vizinhos e pela desnuclearização da península

O sul-coreano Min Ho-shik, 84 anos, se emociona ao reencontrar sua irmã mais nova Min Eun Shik, da Coreia do Norte, durante reunião de famílias separadas após a guerra nos anos 1950. 400 sul-coreanos atravessaram a fronteira para o evento em Kumgang, em 22 de outubro de 2015. (Foto: Reuters/Yonhap/Korea Pool)

Coreia do Sul e Coreia do Norte devem organizar em agosto uma nova reunião entre famílias separadas separadas desde o fim da guerra há 65 anos, anunciaram os países em um comunicado conjunto após uma reunião de cúpula nesta sexta (27).

Os dois países “decidiram continuar com o programa de reunião de famílias separadas por ocasião do Dia de Libertação Nacional em 15 de agosto deste ano”, quando é celebrada a rendição do Japão ao final da Segunda Guerra Mundial, informa o texto.

Assine o Blesss

Na reunião, os vizinhos também se comprometeram a assinar um acordo de paz para colocar o fim à guerra entre as Coreias ainda neste ano. Esse pacto vai substituir o armistício de 1953. Essa guerra foi interrompida por cessar-fogo, mas nunca teve fim oficial.

Os líderes também concordaram em trabalhar pela desnuclearização da península.

A cúpula ocorreu em Panmunjon, zona desmilitarizada entre os dois países.

Durante esses anos, as famílias separadas pelos dois países ficaram impossibilitadas de fazer visitas umas as outras. Agora, elas terão a oportunidade de conviverem mais de perto.

Sul-coreanos cantam o hino durante oração conjunta pelo sucesso das negociações entre as Coreias, em Seul (Foto: Jorge Silva/Reuters)

Redação: Visão Cristã
Com informação do G1

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Comentários do Facebook