“Fake News” se espalham 70% mais rápido que notícias verdadeiras, segundo estudo

Cristãos devem espalhar fake news? O que a Bíblia diz sobre fake news. Mentir é pecado. Versículos sobre mentira.
Fake News se espalham mais rápido que notícias verdadeiras. Embora seja uma temática em destaque em nossos dias, as Fake News sempre existiram. Você deve se lembrar de histórias bíblicas que envolvem a propagação de notícias falsas. 

Estudiosos do Instituto de Tecnologia de Masachussetts (MIT) analisaram postagens na internet por 11 anos e concluíram que notícias falsas têm maior propagação nas redes que notícias verdadeiras. E quando cristãos colaboram na propagação de notícias falsas? 

A revista Science divulgou em março de 2018 o maior estudo sobre divulgação de informações falsas na internet. Os cientistas concluíram que notícias falsas têm 70% mais chances de viralizarem nas redes em comparação com notícias verdadeiras.

Pesquisadores analisaram todas as publicações de agências independentes de checagem de fatos disseminados no Twitter de 2006 a 2017, totalizando 126 mil postagens replicadas por 3 milhões de pessoas.

Assine o Blesss

Segundo o estudo, informações falsas ganham espaço na internet de forma mais rápida, mais profunda e com mais abrangência que informações verdadeiras. Cada postagem verdadeira atinge, em média, mil pessoas, enquanto as postagens falsas mais populares atingem de mil a 100 mil pessoas.

“As conclusões do nosso estudo podem ser extrapoladas para qualquer outro país, incluindo o Brasil. O estudo teve foco nos Estados Unidos e nós estudamos as postagens feitas em inglês no Twitter em todo o mundo que passaram pela verificação de agências de checagem de fatos. No entanto, os padrões de disseminação das informações falsas que detectamos foram os mesmos em diversos países de língua inglesa e certamente se aplicam a postagens em outras línguas também”, disse Sinan Aral, autor principal do estudo, ao jornal O Estado de S. Paulo.

Fake news na Bíblia

Embora seja uma temática em destaque em nossos dias, as Fake News sempre existiram. Você deve se lembrar de histórias bíblicas que envolvem a propagação de notícias falsas.

Os irmãos de José, ao venderem-no como escravo para os ismaelitas, levaram ao seu pai Jacó a notícia de que o irmão tinha sido devorado por um animal selvagem (Gênesis 37), levando até mesmo uma prova forjada, a túnica suja com sangue. O mesmo José é alvo novamente de Fake News quando a mulher de Potifar o acusa de ter se deitado com ela, o que o leva a ser preso injustamente.

Boatos, mentiras e notícias falsas também estão presentes nas histórias de Sansão, Davi, Ananias e Safira e muitos outros.

Fake News envolvendo Jesus Cristo

O próprio Jesus foi alvo de boatos e notícias falsas durante diversos momentos de seu ministério. Os fariseus o acusavam de expulsar demônios em nome de Belzebu (Mateus 12) e tramavam para enredar Jesus em suas próprias afirmações (Mateus 22:15).

Um outro exemplo de Fake News nasce após ressurreição de Jesus. Quando Jesus dá às mulheres a missão de propagar as Boas Novas de que Cristo ressuscitou, líderes religiosos tramam para que essa notícia se abafe e outra seja dada no lugar:

Dizendo-lhes: ‘Vocês devem declarar o seguinte: ‘Os discípulos dele vieram durante a noite e furtaram o corpo, enquanto estávamos dormindo’. Se isso chegar aos ouvidos do governador, nós lhe daremos explicações e livraremos vocês de qualquer problema'” – Mateus 28:13, 14

Essa versão da história é propagada por alguns grupos religiosos e céticos até hoje.

Propagar mentiras e Fake News é pecado!

Infelizmente, tem sido muito comum vermos cristãos espalhando boatos e informações falsas na internet. Muitas vezes as pessoas fazem isso com boas intenções, se preocupando genuinamente com o “fato” narrado. Outras compartilham para confirmar uma posição pessoal, ou mesmo para edificar o próprio ego.

Mas será que esse deve ser o comportamento ideal do cristão? Vejamos o que a Bíblia diz em relação a isso:

Não espalhem calúnias entre o seu povo. Não se levantem contra a vida do seu próximo. Eu sou o Senhor.” – Levítico 19:16

Seis coisas aborrecem Deus, e a sétima a sua alma abomina: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que trama projetos iníquos, pés que se apressam a correr para o mal, testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia contendas entre irmãos” – Provérbios 6. 16-19

Portanto, cada um de vocês deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo, pois todos somos membros de um mesmo corpo.” – Efésios 4:25

Não mintam uns aos outros, visto que vocês já se despiram do velho homem com suas práticas e se revestiram do novo, o qual está sendo renovado em conhecimento, à imagem do seu Criador.” – Colossenses 3:9-10

E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará” – João 8:32

São muitos outros textos bíblicos que nos alertam sobre e a gravidade de falar e compartilhar mentiras. Devemos ter em mente a gravidade desse comportamento e as consequências para diante de Deus e do nosso próximo.

Portanto, esteja atento! Mesmo que essa notícia, mensagem ou corrente de WhatsApp confirme um posicionamento cristão e defenda bons valores, não compartilhe sem verificar a origem e veracidade da informação.

Leia um manual de como identificar e fugir das notícias falsas

Antes de compartilhar alguma coisa, pense: isso realmente é verdade? Estarei edificando o Reino de Deus ao compartilhar essa informação? Só assim poderemos viver edificados na verdade, demonstrando bons frutos por toda a parte, inclusive na internet.


Com informações de O Estado de São Paulo

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Comentários do Facebook