Israel clama por chuva após cinco anos de seca e orações são respondidas

Depois de cinco anos sem chuvas em Israel, uma intensa chuva elevou o nível do Mar da Galiléia em um centímetro neste fim de semana

Oração por chuva no Muro das Lamentações, devido à seca em Israel

Depois de cinco anos sem chuvas em Israel, milhares de judeus se reuniram na última quinta-feira (28) no Muro das Lamentações, em Jerusalém, para clamarem a Deus por uma mudança no clima. A resposta das orações vieram neste fim de semana, quando uma intensa chuva elevou o nível do Mar da Galiléia em um centímetro.

Segundo especialistas, Israel sofria o pior período de seca em 40 anos, depois de completar cinco invernos sem chuvas. O país recebeu apenas 45% de sua precipitação média plurianual entre setembro e novembro.

Assine o Blesss

Desde o último inverno, o Mar da Galiléia recebeu apenas 10% do seu fluxo médio anual e, em fevereiro, havia alcançado seu nível mais baixo em quase cem anos. A situação na parte inferior do Rio Jordão é ainda pior. Hoje, o fluxo do rio é registrado em apenas 30 milhões de metros cúbicos por ano, menos de um quarto dos seus níveis históricos.

Essa situação levou judeus e cristãos a fazerem orações por chuva, a pedido do ministro da Agricultura, Uri Ariel, e dos rabinos chefes de Israel, David Lau, Yitzhak Yosef e outros líderes proeminentes.

“Eu chamo o público a participar deste evento no dia 10 de Tevet (28 de dezembro)”, disse Ariel ao anunciar o evento, pedindo para o público levar guarda-chuvas, “porque juntos vamos abrir as portas do Céu”.

As orações foram respondidas rapidamente. A Autoridade de Águas de Israel anunciou na última segunda-feira (1º) que aproximadamente três centímetros de chuva caíram durante a última noite nas colinas de Golã e Alta Galileia, em Israel.

Como resultado, o nível de água do Mar da Galileia subiu mais de 4 polegadas, o levando a um metro e meio da linha vermelha inferior e cinco metros da capacidade máxima do mar.

Aproximadamente 15 centímetros de neve foram reunidos nas encostas superiores do Monte Hermon, e quase 8 centímetros caíram nas encostas mais baixas da montanha.

Com informações Israel for Times e Guiame
Imagem: reprodução/Yechiel Gurfein/TPS