População de CG já tem como pressionar vereadores a votarem favoráveis ao PL 582/2017

Cada cidadão pode ligar ou mandar mensagem por e-mail, conforme formulários. É uma maneira de convencer seu representante na "Casa de Félix Araújo" a votar pela aprovação desse projeto

Maioria da população campinense sabe que os vereadores têm filhos e que não querem que eles sejam instruídos conforme à ideologia de gênero [Foto: Google imagens]

Os vereadores de Campina Grande vai discutir e votar o Projeto de Lei 582/2017, de autoria do vereador Antônio Pimentel Filho, que dispõe de proibição do ensino de ideologia de gênero e a distribuição de material didático com conteúdo impróprio para crianças e adolescentes em âmbito escolar. Dada importância da aprovação do referido projeto, está sendo oportunizado aos campinenses fazer pressão junto aos seus representantes através dos meios legais.

A ideia não é confrontar os vereadores, mas de mostrar que a maioria da população é contrária à ideologia de gênero e a distribuição de material didático com conteúdo impróprio para crianças e adolescentes nas escolas.

A população pode se manifestar favorável ao projeto através de telefone ou e-mails, conforme a lista a seguir em PDF:
VEJA RELAÇÃO DE NOME, TELEFONE E E-MAIL DOS VEREADORES
Assine o Blesss

Manifesto favorável ao PL 582 – PDF

COPIE O TEXTO ABAIXO E MANDE PARA SEU VEREADOR POR E-MAIL

Prezado(a) vereador(a)

Solicito o seu apoio no sentido de se manifestar favorável à aprovação do Projeto de Lei 582/2017, que está para ser votado pela Câmara Municipal de Campina Grande, que proíbe o ensino de ideologia  de gênero e a distribuição de material didático com conteúdo impróprio para crianças e adolescentes nas escolas de nossa cidade.

Como o estimado vereador sabe, a ideologia de gênero consiste na ideia de que os seres humanos nascem “iguais”, sendo a definição do “masculino” e do “feminino” um produto histórico-cultural desenvolvido tacitamente pela sociedade.

Mas, os críticos à “ideologia de gênero” acusam esta de servir para doutrinação das crianças nas escolas, desconstruindo os tradicionais conceitos de família, principalmente aqueles que estão baseados em preceitos judaico-cristãos, como afirma o pedagogo Felipe Nery, presidente do Observatório Interamericano de Bio política, entidade crítica à teoria de gênero: “Há uma clara manipulação de linguagem com a palavra gênero. O que querem promover não pretende valorizar a mulher, mas sim discriminar a família.”

Portanto, querido vereador, na condição de representante da família campinense, quero que compreendas a importância da provação desse projeto o mais rápido possível para evitar que as nossas crianças e adolescentes sejam manipulados com mentiras que só vão trazer prejuízos morais e psicológicos no futuro.

Agradeço antecipadamente o seu empenho, em favor da família e do bem-estar da criança e do adolescente brasileiros.

Atenciosamente,

[Nome da pessoa física e/ou organização]

VEJA RELAÇÃO DE NOME, TELEFONE E E-MAIL DOS VEREADORES

Por: Gomes Silva
Redação: Visão Cristã

LEIA TAMBÉM:
Câmara Municipal realizará audiência pública 6ª para debater projeto contra a ideologia de gênero nas escolas

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Comentários do Facebook