“Se você continuar pregando Jesus, não o pouparemos”: Pastor é espancado e ameaçado de morte

Pastor é agredido por estar pregando o Evangelho de Jesus Cristo no Nepal e recebe ameaça de morte caso continue Evangelizando.

Pastor Dhurba Kumar Pariyar depois de motociclistas atacaram no distrito de Sarlahi, no Nepal. (Morning Star News)

O pastor Dhurba Kumar Pariyar, de 40 anos de idade, continua fisicamente e mentalmente traumatizado, após ter sido agredido a pouco mais de um mês, por homens que alegavam serem maoistas no Nepal.

“Eu ainda tenho dor de cabeça e dor no peito, embora eu esteja sob forte medicação“, disse o pastor Pariyar ao Morning Star News.

Assine o Blesss

Depois ele citou a passagem bíblica de Mateus 5:10, onde Cristo diz que aqueles que são perseguidos por causa da justiça são abençoados.

“Eu encontro coragem ao ter conhecimento da perseguição que meus companheiros cristãos estão passando“, disse ele. “Meu sofrimento é pouco comparado ao deles“.

Descubra os Segredos da Memorização da Bíblia! (Clique aqui)
No dia 24 de março, o pastor evangélico estava em sua motocicleta, no caminho de volta após distribuir brinquedos gratuitos para crianças carentes. Quando foi abordado por outros dois motociclistas, por volta das 19 horas.

Um dos motociclistas perguntou ao pastor Pariyar seu nome, assim que ele confirmou sua identidade, o homem bateu em sua moto com uma vara de madeira, enquanto outro lhe puxava para que saísse da moto.

“Um deles, me agarrou pelo peito, me puxou da moto e me arrastou para a selva.“, disse o pastor Pariyar ao Morning Star News.

O pastor tentou escapar, mas não conseguiu pois os homens lhe chutavam no chão.

“Eles disseram que eu estava pregando religião estrangeira, convertendo pessoas e ‘alimentando’ em troca de dólares“, disse o pastor Pariyar. “Eles me pediram para entregar todos os [supostos dólares americanos] que eu estou levando para eles, e eles poupariam minha vida. Perguntei a eles quem eram eles por questionar meu trabalho e exigir dinheiro de mim, para o qual eles disseram que eram ‘maoístas clandestinos’”.

Descubra os Segredos da Memorização da Bíblia! (Clique aqui)
Enquanto eles o chutavam e batiam nele com varas de madeira e socos e ameaçavam matá-lo se ele não entregasse dólares americanos a eles, ele disse, que uma luz brilhante de um veículo que passava caiu sobre eles, e eles fugiram.

O pastor, que também é presidente do BG Hands Ministries em Kathmandu, sofreu ferimentos no rosto, braços, cotovelos, joelhos e tornozelos, disse ele.

O pastor Pariyar foi imediatamente para a delegacia de polícia local para relatar o ataque, e depois para o Hospital Gadhimai, Lalbandi, no distrito de Sarlahi, para tratamento. Na manhã seguinte, o pastor registrou um Primeiro Relatório de Informações na Delegacia de Polícia de Kesharganj, depois de apresentar uma queixa por escrito.

A Sociedade Cristã do Nepal também relatou o ataque à Comissão Nacional de Direitos Humanos, de acordo com o Fórum de Liberdade Religiosa do Nepal (RLFN).

A polícia está investigando, mas ainda não encontrou os agressores, disse o pastor Pariyar.

“Quando ando na estrada ou ando de moto, de repente fico abalado de medo quando uma moto me alcança”, disse ele, acrescentando que duas vezes já havia recebido ameaças. “Ainda estou traumatizado pelo incidente”.

Com sua esposa e filho de 5 anos de idade, ele tem servido como pastor da Assembléia Nepali desde 2011.

Crescente perseguição

Pastor Sagar Baizu, pastor sênior e mentor do Pastor Pariyar, disse ao Morning Star News que ficou chocado com o recente aumento no número de ataques anticristãos no Nepal.

“A maneira em que ele foi parado na área da selva e agredido é surpreendente”, disse o pastor Baizu.

Ele disse que é evidente que os pastores e outros obreiros cristãos estão sendo identificados e visados.

“Esse incidente, junto com outros exemplos recentes de aumento de alvos de líderes cristãos, revela que os cristãos no Nepal estão sendo vistos entre as massas, observados regularmente, suas atividades rastreadas e depois agredidos e extorquidos por dinheiro”, disse o pastor Baizu.

“Eles não estão prejudicando a sociedade como um todo, mas são agredidos, perseguidos e presos“, disse o pastor Baizu. “É mais do que tempo que o governo deve perceber e intensificar a segurança para a igreja e a comunidade cristã. É uma questão de grande preocupação que o terrorismo religioso esteja aumentando rapidamente no Nepal. A forma como os radicais hindus realizam campanhas de ódio contra a comunidade cristã é uma questão de grande preocupação”.

O pastor Baizu, que também foi atacado no ano passado e desde então recebeu várias ameaças por telefone, disse que os cristãos são privados de direitos humanos básicos no Nepal, incluindo o direito a espaços de sepultamento.

“Não há nem mesmo um cemitério para os cristãos que morrem no Nepal“, acrescentou.

Descubra os Segredos da Memorização da Bíblia! (Clique aqui)
Um aumento na perseguição de cristãos no Nepal começou depois que um novo código criminal foi aprovado em outubro de 2017, que entrou em vigor em agosto de 2018.

O Nepal ficou em 32º lugar na lista de observação cristã Portas Abertas, em 2019, dos países onde é mais difícil ser cristão.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Comentários do Facebook